Ferramentas para Programa de Indicação já existem e neste artigo, você vai saber se realmente elas são necessárias para o início da sua jornada

Ferramentas para Programa de Indicação são necessárias?

Vocês que me conhecem sabem que direto e reto eu estou nos stories do Instagram e até mesmo no meu Linkedin tirando dúvidas de geral sobre Programas de Indicação.

Uma das perguntas que eu costumo responder é sobre: Qual as melhores Ferramentas para Programa de Indicação?

Ou seja, quais ferramentas que você deve contratar para o programa de indicação funcionar?

Então hoje eu vou direto ao ponto: Se você quiser começar errado e perder muito dinheiro com programas de indicação, a minha primeira dica é:

Vai lá e contrata uma ferramenta!

Isso mesmo. Você não leu errado. Se você quiser iniciar a montagem do seu programa perdendo dinheiro, é só fazer isso de uma forma muito simples, ou seja, é só contratar uma ferramenta.

Vamos imaginar que o seu primeiro passo na sua estratégia de Referral Marketing seja esse – contratar uma ferramenta.

Isso é um erro!

Porém, eu quero fazer uma ressalva. Não sou contra as ferramentas. No entanto, elas não podem ser o primeiro passo na sua estratégia.

Isso porque as Ferramentas para Programa de Indicação são os meios e não os fins. 

Pensa bem, se fosse assim, ou seja, apenas contratar uma ferramenta, qualquer negócio cresceria, pois ele seria baseado somente nisso.

Então repetindo, Ferramentas para Programa de Indicação são meios e não os fins, entendeu?

Continue lendo o artigo que vou explicar o passo a passo para você saber o melhor momento para pensar nesta etapa.

 

Ferramentas para Programas de Indicação têm seu momento de contratação

 

O melhor momento para você contratar Ferramentas para Programas de Indicação específicas, é depois da criação do seu programa.

Depois que ele já existe, depois que ele já está funcionando e já fez as primeiras vendas, aí sim você estará pronto para escalar o seu Programa de Indicação.

Antes disso, como primeiro passo, não é um investimento necessário.

Senão não teria sentido eu falar tanto que um bom Programa de Indicação não precisa de altos investimentos iniciais.

Resolvi abordar esse assunto, porque meus melhores cases, ou seja, aqueles que obtiveram grandes resultados não foram utilizando ferramentas específicas.

Eles foram usando ferramentas que qualquer empresa já têm como e-mails, formulários, páginas em redes sociais, enfim, coisas que se encontram gratuitamente na internet.

Todos os meus alunos de mentoria sabem que eu recomendo vários e várias delas em minhas aulas.

 

Por onde começar?

 

Antes de você pensar em contratar ferramentas específicas para o início do seu Programa de Indicações, você tem que iniciar pelos passos básicos.

Neste artigo, eu dou o passo a passo de como iniciar a estratégia do Marketing de Indicação.

A primeira informação é importantíssima e fundamental para você, que pretende implantar a sua estratégia de Marketing de Indicação.

É fundamental que seus clientes atuais estejam satisfeitos com seus produtos ou serviços.

Lembrando que a ação de indicar é natural conforme a nossa satisfação, porém, acontece também ao contrário quando estamos insatisfeitos, não é mesmo?

Uma ressalva importante: sua empresa não precisa estar com os clientes mais satisfeitos do planeta por todo o sempre para que sua estratégia do programa de indicações funcione de forma eficaz.

A segmentação é de momento, ou seja, basta saber segmentar os clientes que estão contentes com seu produto e serviço, em determinado período, para que ela funcione.

A propensão de cada um deles enviar uma indicação a você é muito grande.

 

Tornar-se indicável é fundamental

 

Neste momento, uma auto-avaliação se faz necessária. Antes de mais nada, é preciso que você faça uma análise da sua presença digital.

Isso é, você, sua empresa ou marca, aparece no Google quando é digitada? Seu perfil nas redes sociais está ativo e possui identificação com a sua persona?

Uma boa oportunidade, é você marcar presença digital, promovendo seu conteúdo como se ele fosse um argumento a mais, gerando reputação, autoridade e credibilidade na internet.

Por si só, essas ações já dão argumentos e ferramentas para seu cliente indicar você ao círculo dele. Isso já dá bastante resultado.

Depois de fazer o básico – alimentar e atualizar seus perfis em redes sociais, ter um site agradável de se navegar e estar presente em diversas plataformas, faça parcerias de conteúdo, participe de grupos importantes e você vai perceber que, naturalmente, os clientes começarão a falar sobre a sua marca, desenvolvendo inclusive as indicações.

 

Desenvolva a mecânica de todo o programa

 

A primeira providência a ser tomada é elaborar a mecânica do processo.

Ou seja, como vai funcionar a estratégia propriamente dita:

Estabeleça quais serão as regras de indicação, quando o cliente vai ser recompensado pela indicação, se ele vai ser recompensado apenas pela indicação ou se vai ser recompensado quando o indicado efetuar a compra?

Esse tipo de mecânica precisa ser definida, pois ela muda todo o conceito no Referral Marketing.

A mecânica deve ser escolhida de acordo com seu tipo de venda e o ticket do produto.

No caso do B2B de baixo ticket e taxa alta de recompra, como no caso dos e-commerces), você pode optar por tornar seu programa de indicações mais transacional.

Experimente dar um pequeno prêmio para cada indicação.

Por outro lado, com B2B de tickets mais altos, você pode optar por deixar o programa mais exclusivo, criando um uma espécie de “clube fechado” somente para clientes e embaixadores da sua marca.

Um outro exemplo de estratégia, é você criar um ranking de clientes indicadores e dar uma recompensa diferente ou até mesmo repetir essa recompensa sempre que o cliente trouxer mais indicações.

Um grande exemplo de rankeamento de indicadores é dos games, que dão prêmios maiores conforme o número de indicados trazidos pelo cliente.

Portanto, a formatação da mecânica é o primeiro passo para que você consiga fazer da sua estratégia de indicações um verdadeiro sucesso.

 

Ferramentas para Programa de Indicação gratuitas

 

Lembra que eu falei lá no início que as Ferramentas para Programa de Indicação que você pode utilizar no início estão gratuitas e disponíveis na internet?

Pois é, isso quer dizer que essas ferramentas nada mais são que as usuais que qualquer empresa possui.

Ou seja, e-mail, telefone, formulários e etc.

Essas ferramentas serão utilizadas e serão fundamentais para o que chamamos de canais de coleta e divulgação.

Esses canais serão importantes para você manter o registro e coletar informações de indicados dos seus clientes.

Para coletar os dados das indicações, você precisa ter pelo menos os dados da pessoa que indicou, a pessoa ou empresa indicada (no caso de B2B) e dados do indicado.

Simples assim.

Feito isso, você precisará adequar todas essas informações conforme a necessidade do seu negócio e do seu time de vendas.

Posteriormente, não se esqueça de monitorar o andamento de cada negociação e manter o seu cliente que fez as indicações inteirado de todo o processo.

Assim, você passa transparência e segurança para futuras indicações.

 

Recompensa! Não esqueça da recompensa!

 

A recompensa é o segundo fator preponderante dentro do Marketing de Indicação.

Muitos pensam que a recompensa por si só já vai fazer as coisas acontecerem mas, na prática, não é bem assim que funciona.

Para começar, a recompensa deve encaixar no seu Custo de Aquisição de Cliente (CAC).

Você precisa ter claro qual é esse número antes de começar a pensar no prêmio que você pretende dar.

Um erro muito cometido é imaginar dar um prêmio hiper desejado como um celular de última geração, por exemplo.

O risco de atrair os famosos “caçadores de promoções” é muito grande e eles não condizem com a persona do seu negócio.

Outro erro clássico é na concessão de descontos, principalmente no modelo B2B.

Isso porque o desconto não gera valor para seu cliente e, geralmente, quem usa o seu produto ou serviço nesse modelo, não é a mesma pessoa que paga.

Com isso, o cliente final, não sente o benefício do desconto e não se motiva a fazer a indicação.

Escolha recompensar que gerem valor ou facilidade na vida da pessoa, como créditos, upgrades de planos, acessos a conteúdos ou eventos exclusivos, experiências ou até mesmo assinaturas de outros serviços como Netflix e Spotify.

 

Não importa o tamanho da sua empresa

 

Programas de Indicação é para quem é indicável, partindo o princípio que você já têm uma base de clientes e eles estão satisfeitos com seu produto ou serviço.

Gosto sempre de lembrar que a ação de indicar é natural conforme a nossa satisfação, porém, acontece também ao contrário quando estamos insatisfeitos.

Uma ressalva importante: sua empresa não precisa estar com os clientes mais satisfeitos do planeta por todo o sempre para que sua estratégia do programa de indicações funcione de forma eficaz.

A segmentação é de momento, ou seja, é preciso apenas segmentar os clientes que estão contentes com seu produto e serviço, em determinado período, para que ela funcione.

A propensão de cada um deles enviar uma indicação a você é muito grande.
Não esqueça de medir sua reputação é através das redes sociais.

Nelas, há ferramentas de avaliações, opinião de quem usa e com que frequência utiliza seus produtos e serviços, quem já indicou e etc.

 

Quando utilizar Ferramentas para Programa de Indicação?

 

O melhor momento para você contratar uma ferramenta é só quando o seu programa está pronto.

Eu recebo muitos directs das pessoas dizendo: Rodrigo, eu contratei a ferramenta A, B e C e não obtive resultado.

Depois disso, eu peço para dar uma olhada no Programa da pessoa e ele está todo errado.

Então não cometa esse erro. Essa é a dica que eu dou sempre que me perguntam sobre isso.

Depois que você tiver planejado, implantado, alavancado e colocado em prática o seu Programa de Indicações, aí sim será hora de impulsionar seus resultados através de Ferramentas para Programa de Indicação.

Vamos falar sobre isso em outros artigos.

Você chegou até aqui e ainda quer uma ferramenta de indicação?

Tá bom, eu vou te indicar uma.

Essa ferramenta de indicação serve para quem:

-Busca uma ferramenta que te ajude a monitorar o seu programa de indicação;

-Não quer pagar taxas de setup que não fazem sentido;

-Quer usar a mesma ferramenta que me fez colocar mais de R$ 30 milhões no bolso dos meus clientes;

Você sabe que eu sempre falo que ferramentas só fazem diferença com uma estratégia bem feita.

Portanto, use essa minha recomendação com moderação e para o bem, pois ela é poderosa!

Faça o seu cadastro na ferramenta que eu mais uso e tenho sucesso com programas de indicação:

https://bit.ly/ferramenta-de-indicacao

Cadastre-se!

Fique sempre ligado aqui no nosso blog para ficar cada vez mais antenado nesse mundo vasto de possibilidades sobre o Marketing de Indicação.

E você? Já vende por indicação mas nunca incentivou seus clientes a indicarem? Sente que poderia estar vendendo muito mais através dos seus clientes?Conheça a mentoria em Vendas Por Indicação com Rodrigo Noll, o maior especialista do Brasil no assunto.Mais de 300 mentorados satisfeitos e mais de R$ 30 milhões colocados no bolso nos seus clientes.

Clique aqui e definitivamente crie um canal de vendas previsíveis, utilizando apenas os seus clientes atuais sem precisar gastar mais em anúncios nem contratar ferramentas caras. Poucas vagas disponíveis! 

Me acompanhe nos outros canais:
InstagramLinkedInYouTube e Telegram

Curtiu? Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados